Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2008

FELIZ ANO NOVO

 

O Vila Real On Line deseja a todos que o ano de 2009 seja melhor, mais bonito, mais simpático e mais animado do que 2008... :) Feliz Ano Novo a todos!

 

Sónia Domingues

Publicado por A Liquidificadora às 15:58
link do post | comentar | favorito
partilhar

Jovens Socialistas Transmontanos reafirmam defesa da região de Trás-os-Montes e Alto Douro

 

Realizou-se no passado sábado, dia 27, na cidade de Bragança, o II Congresso de Jovens Socialistas Transmontanos. O I Congresso, realizado no ano passado na cidade de Vila Real, levou à criação da Confederação Regional de Trás-os-Montes e Alto Douro da Juventude Socialista, estrutura pioneira a nível nacional. Esta ideia inovadora dos jovens socialistas transmontanos foi, de resto, prontamente apoiada pela estrutura nacional e levou mesmo a uma alteração dos Estatutos da JS para contemplar o enquadramento desta nova tipologia de organização no seio da Juventude Socialista.
 
Esta importante conquista da Confederação foi um dos aspectos realçados durante o balanço do primeiro ano de actividade desta estrutura realizado neste II Congresso. No plano político, mereceu destaque o sucesso obtido pela Confederação com a apresentação de três moções sectoriais sobre regionalização: no Congresso Nacional da JS, aprovada por ampla maioria; no Congresso Distrital do PS de Vila Real, através de uma moção em defesa da Região de Trás-os-Montes e Alto Douro (aprovada por unanimidade) e no Congresso Distrital do PS de Bragança (a moção será discutida e votada na próxima reunião da Comissão Política Distrital).
 
No debate sobre a acção política da Confederação para o próximo ano, os jovens socialistas foram unânimes ao considerar como linha de acção para o próximo mandato a defesa da implementação definitiva de um processo de regionalização em Portugal por ser a melhor forma de combater as graves assimetrias existentes. Foi também unânime a defesa da instituição em concreto da Região de Trás-os-Montes e Alto Douro por ser aquela que mais favorece a convergência desta região com o resto do país.
 
Esta posição da Confederação assenta no facto de existir uma identidade histórico-cultural de Trás-os-Montes e Alto Douro mas, mais importante do que isso, na constatação de que a moldura socioeconómica dos distritos de Vila Real e Bragança diverge profundamente da restante região norte, motivo pelo qual as prioridades políticas terão, forçosamente, que ser diferentes.
 
Alguns números recentes divulgados pela CCDR-N são, quanto aos jovens socialistas transmontanos, reveladores: dos 87 milhões de euros aprovados até ao momento no PO Regional Norte para apoio a empresas apenas 3% se destinaram a empresas de Trás-os-Montes. Para os congressistas presentes, ficou claro que os fundos comunitários atribuídos em grande parte para garantir o desenvolvimento da região transmontana e alto-duriense são usados quase exclusivamente no norte litoral.  
 
Outro marco a assinalar foi a eleição de José Sócrates como primeiro militante honorário da Confederação Regional de Trás-os-Montes e Alto Douro da Juventude Socialista. O esforço que tem desenvolvido para fomentar a coesão territorial de todo o país e, em especial, para promover o desenvolvimento económico e social de Trás-os-Montes e Alto Douro (sendo exemplos paradigmáticos os grandes investimentos em infraestruturas sociais e o lançamento da Auto-estrada Transmontana) são méritos que os jovens transmontanos e alto-durienses desejaram reconhecer ao actual Primeiro-Ministro.
 
No Congresso foram ainda aprovadas ainda algumas alterações orgânicas, com a criação de um novo órgão colegial na Confederação – a Comissão Política Regional - e formalizada a tomada de posse de Fernando Morgado como novo Presidente da Confederação Regional de Trás-os-Montes e Alto-Douro da JS, na sequência da rotatividade de presidências que rege esta estrutura.
 
 
 
Confederação Regional de Trás-os-Montes e Alto Douro - JS
Publicado por A Liquidificadora às 15:55
link do post | comentar | favorito
partilhar
Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2008

FAN — Festival de Ano Novo Música séria para gente divertida

Realiza-se em Janeiro a terceira edição do FAN – Festival de Ano Novo, um festival de música clássica na região de Trás-os-Montes e Alto Douro. Juntam-se neste evento, que se constitui também como um roteiro turístico, três objectivos fundamentais: proporcionar um acesso descontraído à música erudita, descentralizar geograficamente a oferta de espectáculos e dinamizar espaços de interesse histórico, arquitectónico e cultural.

Retomando parcerias com provas de sucesso, o FAN decorrerá durante todo o mês em Vila Real, Bragança e Chaves, numa co-produção estabelecida entre o Teatro de Vila Real, o Teatro Municipal de Bragança e a Associação Chaves Viva. Ao todo são 24 concertos, dos quais 10 se destinam ao público infanto-juvenil.

Este é um festival que procura favorecer a adesão fácil, por parte do público, a uma disciplina artística tida como difícil. Também por isso, os repertórios a interpretar nos concertos correm sobre o tema “música séria para gente divertida”.

A descontracção é, pois, o mote do FAN – Festival de Ano Novo. Reunindo deliberadamente um conjunto de variadas formações musicais, a música clássica desfilará pelos cinco palcos do festival, com programas rigorosos, mas aliciantes, de cuidada e talentosa execução, mas capazes de proporcionar aos espectadores momentos divertidos e relaxantes. Paralelamente, o Festival propõe um roteiro que procura favorecer a circulação de públicos e o turismo cultural na região.

Naquilo que é já uma tradição do FAN, ao público infanto-juvenil serão oferecidos 10 “Concertinhos”, com um duo de violino e piano. Procura-se com estes pequenos concertos pedagógicos promover um contacto dos mais novos com sonoridades agradáveis e mágicas, que os introduza com simplicidade e prazer no mundo da música clássica.

 

Por: Teatro de Vila Real

 

Publicado por A Liquidificadora às 16:45
link do post | comentar | favorito
partilhar
Sexta-feira, 26 de Dezembro de 2008

UTAD Alunos preparam novo veículo para o Eco-Shell Marathon 2009

 

Desafio é fazer 1000 kms com um litro de gasolina
 
 
Um grupo de estudantes de Engenharia Mecânica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD, está a preparar a sua participação na Eco-Shell Marathon 2009, a realizar no próximo mês de Maio em Lausitz na Alemanha. Pelo o segundo ano consecutivo, uma equipa da UTAD estará presente à partida de mais uma edição deste concurso internacional, uma corrida que se realiza há cerca de 40 anos, e que tem como objectivo fazer o maior número de quilómetros com um litro de gasolina.
O desafio para o grupo da UTAD, que participará na categoria de protótipos, é fazer cerca de1000 km com apenas um litro de gasolina.
Após a experiência do ano passado, em que os resultados não foram os melhores, a equipa decidiu criar um novo veículo. Segundo o aluno responsável pela equipa, Bruno Pires, houve alguns erros na construção do carro do ano anterior, explicados pela inexperiência da equipa neste tipo de provas, e que só serão agora corrigidos com a construção de um carro de raiz.
Assim, concluída a fase de projecto, a construção do novo veículo segue a todo o vapor, com a construção da carroçaria e do chassis, esperando-se que dentro de três meses o protótipo realize o seu primeiro teste.
Este ano, o projecto tem o apoio total da Divisão de Engenharia Mecânica do Departamento de Engenharias da UTAD e da coordenação do respectivo Curso, bem como da Associação Académica da UTAD. Mais uma vez, a equipa é também apoiada por várias empresas nacionais e regionais, sendo de salientar a LG Portugal, MCoutinho – Ford, Halcon Viagens Vila Real, Cimagon, SPF Engenheiros, Carpintaria Novais, Notícias de Vila Real, NPower, AMF e Stress of Bikes de Viana de Castelo e o grupo "Unidos pelo Marão"
 
Publicado por A Liquidificadora às 16:48
link do post | comentar | favorito
partilhar
Quarta-feira, 24 de Dezembro de 2008

FELIZ NATAL!!!!

 

 

E mais não digo eh eh :) Feliz Natal a todos os meus amigos, conhecidos e afins e em especial aos internautas que tem vindo a acompanhar o meu trabalho através deste blog. beijnho do tamanho do mundo para todos!

Publicado por A Liquidificadora às 00:00
link do post | comentar | favorito
partilhar
Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008

AAUTAD voleibol Vitória no sapatinho

Inspiração transmontana na 1ª vitória caseira

 A equipa de voleibol da Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro recebeu no passado domingo a formação do Famalicense tendo saído vencedora por 3-1 (25-15, 20-25, 25-20 e 25-20).
Para o último jogo do ano o técnico Nuno Fernandes não pôde contar com alguns atletas influentes o que à partida poderia representar um decréscimo de qualidade no voleibol praticado pela formação transmontana. Contudo as alternativas mostraram-se a um nível bastante bom ajudando a comprovar o bom momento de forma por que passa a equipa alto - duriense.
O confronto entre as equipas que este ano subiram à 2ª divisão revelou uma AAUTAD em claro crescendo de forma frente a uma formação do Famalicense apática e sem capacidade para assumir o jogo. O primeiro set foi de domínio avassalador da equipa da casa que com um bloco bem colocado anulou facilmente as investidas contrárias conseguindo também realizar o side-out em boas condições. No parcial seguinte o Famalicense pareceu acordar do marasmo e mostrou sinais de querer discutir o resultado conseguindo equilibrar o jogo mercê de algum desnorte da equipa transmontana. Apesar desta quebra os pupilos de Nuno Fernandes conseguiram retomar o seu ímpeto inicial graças a um bloco eficaz e a um serviço bastante agressivo e consistente que acabaram definitivamente com as aspirações da equipa Famalicense em averbar uma vitória nesta deslocação a Trás-os-Montes.
 
Nuno Fernandes era um treinador satisfeito com a exibição da equipa:
“Sinto-me feliz não só pelo resultado mas também pela exibição que aqui fizemos hoje. Além de ser a nossa primeira vitória caseira é também a primeira consecutiva. Acabámos bem o ano e espero que possamos continuar a fazer um bom campeonato entrando no próximo ano com o mesmo fulgor com que acabamos este”
A AAUTAD voleibol encontra-se no 4º lugar da classificação geral a 4 pontos do líder Vólei Clube de Viana. O campeonato segue agora para uma curta paragem natalícia estando o reinício marcado para 4 de Janeiro às 17horas com a deslocação da AAUTAD ao pavilhão municipal de Santa Maria Maior em Viana do Castelo onde defrontará a equipa local. Este embate será a contar para a décima jornada do campeonato nacional da 2ª divisão.

Por:

Pedro Duro

 

Publicado por A Liquidificadora às 18:48
link do post | comentar | favorito
partilhar
Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2008

UTAD Pólo de Chaves debateu a evolução turística da cidade

Com a intenção de analisar a evolução turística da cidade de Chaves, teve lugar no Pólo local da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) um debate organizado pelos alunos do primeiro ano do curso de Turismo, com a colaboração e apoio do Professor Xerardo Pereiro e da Professora Isabel Costa, no âmbito da disciplina de Teorias e Métodos de Investigação.
De forma a conseguir uma maior informação acerca do tema, estiveram presentes duas convidadas, nomeadamente a Dr.ª Maria de Lurdes Campos, Vereadora do Turismo da Câmara Municipal de Chaves, e a Dr.ª Manuela Carvalho, empresária no sector da restauração nesta cidade, que deram contributos fundamentais ao debate.
            Em destaque estiveram os factores que tendem a proporcionar o desenvolvimento turístico em Chaves e os principais pontos de atracção turística, nomeadamente as termas, alguns hotéis, a gastronomia presente em muitos bons restaurantes do concelho e, ultimamente, a melhoria das vias de comunicação. Lugar de realce foi reconhecido ainda à história da cidade, em constante processo de (re)descoberta.
            Com a ajuda das convidadas presentes no debate, foi possível identificar também alguns pontos mais débeis do Turismo em Chaves e sugeridas formas de os minimizar. Por exemplo, foi posta em evidência a necessidade de criar outros atractivos para os turistas de camadas mais jovens.
 
Por: Gabinete relações públicas UTAD
Publicado por A Liquidificadora às 17:38
link do post | comentar | favorito
partilhar
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008

UTAD Alunos preparam novo veículo para o Eco-Shell Marathon 2009

 

Desafio é fazer 1000 kms com um litro de gasolina
 
 
Um grupo de estudantes de Engenharia Mecânica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD, está a preparar a sua participação na Eco-Shell Marathon 2009, a realizar no próximo mês de Maio em Lausitz na Alemanha. Pelo o segundo ano consecutivo, uma equipa da UTAD estará presente à partida de mais uma edição deste concurso internacional, uma corrida que se realiza há cerca de 40 anos, e que tem como objectivo fazer o maior número de quilómetros com um litro de gasolina.
O desafio para o grupo da UTAD, que participará na categoria de protótipos, é fazer cerca de1000 km com apenas um litro de gasolina.
Após a experiência do ano passado, em que os resultados não foram os melhores, a equipa decidiu criar um novo veículo. Segundo o aluno responsável pela equipa, Bruno Pires, houve alguns erros na construção do carro do ano anterior, explicados pela inexperiência da equipa neste tipo de provas, e que só serão agora corrigidos com a construção de um carro de raiz.
Assim, concluída a fase de projecto, a construção do novo veículo segue a todo o vapor, com a construção da carroçaria e do chassis, esperando-se que dentro de três meses o protótipo realize o seu primeiro teste.
Este ano, o projecto tem o apoio total da Divisão de Engenharia Mecânica do Departamento de Engenharias da UTAD e da coordenação do respectivo Curso, bem como da Associação Académica da UTAD. Mais uma vez, a equipa é também apoiada por várias empresas nacionais e regionais, sendo de salientar a LG Portugal, MCoutinho – Ford, Halcon Viagens Vila Real, Cimagon, SPF Engenheiros, Carpintaria Novais, Notícias de Vila Real, NPower, AMF e Stress of Bikes de Viana de Castelo e o grupo "Unidos pelo Marão"
 
 
Publicado por A Liquidificadora às 17:45
link do post | comentar | favorito
partilhar
Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

FUTSAL AAUTAD/Realfut vence Gafanha e segura liderança

Dez jogos e zero derrotas. É assim que está a ser o campeonato para a equipa de futsal da AAUTAD/Realfut, que até aqui conseguiu nove vitórias e um empate.

A turma de Vila Real teve de alterar o local e hora de jogo do passado sábado ao último minuto, pelo facto de entrar água na Nave dos Desportos.
A partida acabou por realizar-se algumas horas mais tarde do que o previsto, no pavilhão de Mateus.
O frio que lá se fazia sentir poderá ter condicionado os jogadores de ambas as equipas, que entraram no jogo de forma menos activa do que o habitual.
Apesar disso, o marcador logo foi alterado, com um golo madrugador de Jander, aos 40 segundos do início da partida.
A AAUTAD/Realfut era a equipa mais atacante, mas nem por isso o Gafanha mostrou receio e optou pelo contra-ataque. Uma opção que se revelou eficaz, ao minuto 7’, com Peter a empatar a partida.
A equipa forasteira acabou mesmo por chegar à vantagem, três minutos mais tarde, num lance de azar para o guarda-redes Cláudio, que deixou escorregar a bola, permitindo a Dário fazer o segundo golo pelo Gafanha.
Mas esta vantagem no marcador era ilusória, porque, dentro de campo, a AAUTAD/Realfut estava a jogar melhor.
Mas só a vinte segundos do final da primeira parte, é que os vilarealenses chegaram ao empate. Excelente golo de Rafa, que finta um adversário e de fora da grande área remata com classe para dentro das redes do Gafanha, sem hipótese de defesa para o guarda-redes.
A parte complementar da partida trouxe mais futsal, talvez porque os jogadores já estivessem mais ambientados ao frio do pavilhão.
Logo aos 3’, Jander consegue soltar-se da marcação adversária e beneficia da visão de jogo do colega Rafa, que faz passe para o segundo golo de Jander.
A vantagem pela margem mínima manteve-se durante mais dez minutos, com a AAUTAD/Realfut a controlar a partida, se bem que o Gafanha por diversas vezes também rematou com perigo à baliza, que na segunda parte, foi defendida por Pedro Cepeda.
Aos 16’, Vinicius, num potente remate, alarga o resultado para 4-2.
Com este golo, o técnico do Gafanha prescinde do guarda-redes, para poder atacar com cinco jogadores. Mas, tal como já é hábito, a AAUTAD/Realfut respondeu na mesma moeda. E numa perda de bola do Gafanha, com toda a equipa virada para o ataque, Vinicius aproveita a baliza escancarada e remata para o 5-2, resultado que se manteve até ao final do encontro.
Menção para Joca, ex.atleta da AAUTAD e agora jogador do Gafanha, que continua em forma e a ser um dos elementos mais válidos do seu grupo.
Publicado por A Liquidificadora às 16:17
link do post | comentar | favorito
partilhar

Voleibol AAUTAD Vítória arrancada a ferros

 

Transmontanos conseguem reviravolta no resultado
 A equipa de voleibol da Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro deslocou-se no passado sábado a Santo Tirso a fim de defrontar a equipa local tendo saído vencedora por 3-2 com os parciais de 18-25, 26-28, 26-24, 25-23 e 15-11.
Tendo em conta a boa exibição realizada na semana anterior, o técnico Nuno Fernandes optou por manter o mesmo seis inicial para esta partida, não promovendo quaisquer alterações. Contudo nem todos os atletas estiveram ao seu melhor nível obrigando o treinador a fazer algumas substituições que acabaram por se revelar essenciais ao desfecho final da partida.
No primeiro set só se viu jogar a equipa da casa. Com efeito, o frio que se fazia sentir no pavilhão pareceu ter afectado os atletas alto - durienses que estiveram particularmente infelizes ao nível da recepção condicionando decisivamente o side –out. Foi assim com naturalidade que os tirsenses venceram o primeiro parcial com um resultado folgado. O segundo set trouxe uma AAUTAD mais segura e dinâmica mas que ainda assim não chegou para um Sto. Tirso bastante forte na defesa e pouco perdulário na hora de atacar.
Na eminência de um resultado negativo, o responsável técnico dos transmontanos decidiu colocar o seu passador titular a jogar a oposto confiando a organização de jogo ao seu passador suplente. Isto levou a uma melhoria significativa na defesa e na recepção o que, aliado a um estilo de passe mais rápido e variado, permitiu à AAUTAD tomar a dianteira no placar acabando por vencer os 3º e 4º sets. Na “negra”, os vila – realenses não deram quaisquer hipóteses á equipa da casa beneficiando da inspiração dos seus entradas e de uma completa rendição anímica dos tirsenses.
Ainda a equipa celebrava a vitória e já Mário Barbosa pensava no próximo desafio:
“Estou bastante satisfeito com a nossa prestação no jogo de hoje. Começámos mal mas felizmente ainda fomos a tempo de corrigir algumas lacunas por isso creio que o resultado é justo. Temos de continuar a aprender com os nossos erros e espero para a semana celebrar mais uma vitória antes da pausa de Natal.”
A AAUTAD voleibol encontra-se no 5º lugar da classificação geral a 5 pontos do líder Vólei Clube de Viana que segue invicto na prova. O próximo desafio realizar-se-á Domingo dia 21 de Dezembro pelas 17 horas na Nave dos Desportos da UTAD opondo a formação transmontana ao Famalicense AC a contar para a nona jornada do campeonato nacional da 2ª divisão. A entrada é livre.
Por: Pedro Duro
Publicado por A Liquidificadora às 16:13
link do post | comentar | favorito
partilhar

UTAD Comunicado da Comissão eleitoral

 

Associação Académica da UTAD

Comissão Eleitoral Esclarece a Verdade

A Comissão Eleitoral, eleita para gerir o processo de eleições para os Órgãos Sociais da Associação Académica, vem pelo presente meio esclarecer todos os estudantes da Academia Transmontana e os mais diversos interessados neste assunto, mencionando que no dia 15 de Dezembro de 2008, o aluno Luís de Matos, do 3º ano do curso de Engenharia Electrotécnica, tendo sido esta a única e exclusiva Lista validada, onde foi eleito por 85% dos votos, sendo os restantes nulos e brancos. Lista esta, vista como lista de continuidade da actual direcção, presidida por Tiago Sá Carneiro.
Foram eleitos para os cargos de Presidente da Mesa da Assembleia, João Magalhães, do curso de LRE e Marco Pereira de Economia, como Presidente do Conselho Fiscal.
O recém-eleito, Presidente da Direcção Luís de Matos, cita: “agradeço a todos os alunos o voto de confiança que nos foi depositado nestas eleições, e estamos disponíveis para trabalhar consoante os projectos elaborados por toda uma equipa, tendo como principal prioridade a Revisão Estatutária adequada ao Modelo de Bolonha e ao Modelo de Universidade conforme exigem os Novos Estatutos da UTAD, mas também prestar um bom serviço a todos os estudantes na defesa dos interesses e na sua representatividade na Academia Transmontana.”
O Presidente da Mesa da Assembleia e por inerência da Comissão Eleitoral, tem como principal objectivo esclarecer todo este processo. No seu entender, existem faltas de respeito pela sua pessoa e também pelos órgãos que representa, assim como, alterações da realidade, omissões de factos e as mais que diversas difamações que decorreram durante este processo eleitoral.
Este confere que, chegou a ser entregue e direccionado à Mesa da Assembleia, um pedido de realização de uma Assembleia Geral Extraordinária, como ponto único a alteração estatutária com propostas anexas, mas que após o pedido de um parecer jurídico de um advogado, referiu que, “como tinha dúvidas se deveria realizar a Assembleia Geral, humildemente fui-me informar sobre esta matéria, e uma vez que, o parecer jurídico em causa mencionava que não haveria razão para realizar Assembleia Geral, concordei, pois a AAUTAD já representa todos os estudantes de 2º Ciclo e desta forma, indeferi o pedido”.
De seguida, foi solicitado ainda um pedido de anulação de todo o processo eleitoral, alegando que afixações das convocatórias não foram devidamente cumpridas, o que não se verificou, estando tudo de acordo com aquilo que os estatutos assim obrigam.
Depois da primeira reunião da comissão eleitoral, destinada para a aceitação das candidaturas das Listas T e A, conforme confere a acta da reunião assinada por todos os presentes, foi debatido a capacidade eleitoral dos alunos do 2º ciclo, bem como, a dos alunos de Enfermagem para os órgãos sociais da AAUTAD.  
 Abriram-se os envelopes das Listas A e T e verificou-se que existia falta de documentação por parte da Lista A. Foi assim dado o período alargado de tempo para que o representante da Lista A, apresentasse a restante documentação, a qual não foi entregue na sua totalidade no prazo combinado.
 
A Comissão Eleitoral reuniu-se de novo, passado o prazo combinado, para a posterior validação das listas. De referir, que todos os elementos da comissão eleitoral presentes, aprovaram a anulação da lista A, somente e com o único fundamento “falta de documentação necessária para a lista A ser validada”.
O Presidente da Comissão Eleitoral refere que “o representante da lista A não compareceu á reunião da Comissão Eleitoral para a validação das listas, ficando em acta de comissão eleitoral, as diversas faltas de documentação de alguns elementos da lista A.”
Relativamente à questão de Enfermagem, o Presidente da Comissão Eleitoral entende que “é bastante importante explicar, visto estarmos todos solidários com os alunos da Escola de Enfermagem de Vila Real.”
Depois de solicitado ao Gabinete Jurídico da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, no dia 5 de Dezembro de 2008, a Comissão Eleitoral, na sua segunda reunião, analisou o parecer jurídico para conseguir perceber de melhor forma a participação da Escola Superior de Enfermagem de Vila Real no presente processo eleitoral.
         Foi analisado consoante o parecer em causa, que os estudantes da Escola de Enfermagem de Vila Real não são representados institucionalmente, pela Associação Académica da UTAD, á data, tal como diz o documento que corrobora esta situação, após a Publicação dos Novos Estatutos da UTAD, no Diário da República, esta sim poderá se considerar integrada, e até lá não poderia constar nos Órgãos Sociais da AAUTAD.   
A Escola de Enfermagem de Vila Real tem a sua própria Associação de Estudantes, onde até à data estes alunos nunca votaram para os Órgãos Sociais da AAUTAD, tendo esta como interesse e principal objectivo a representação estudantil e defesa do interesse dos estudantes de Enfermagem.
         Outro facto de enorme relevância, verifica-se que todos os estudantes da Escola Superior de Enfermagem de Vila Real, nunca votaram para qualquer Órgão Governativo da UTAD, tal como o SenadoAcadémico da UTAD, a Assembleia da UTAD e o Conselho Pedagógico da UTAD, visto esta ter a sua independência e autonomia pedagógica, cientifica, administrativa e financeira.
Sobre este assunto, o Presidente da Comissão Eleitoral, refere que “depois de decidido pela Mesa da Assembleia e pela Comissão Eleitoral, os Novos Estatutos da UTAD foram publicados no dia 9 de Dezembro de 2008, e nesta data o processo eleitoral já estava em curso, e não iria ser interrompido”.
Não achamos correcto que exista uma alteração durante o processo eleitoral, alheio a todas as modificações administrativas que possam ocorrer durante o processo, e voltar tudo atrás. Na data do dia 5 de Dezembro de 2008, os Novos Estatutos da UTAD ainda não estavam publicados em Diário da República.
Para concluir, o Presidente da Comissão Eleitoral, mostra-se solidário com a situação dos alunos de Enfermagem, sendo esta uma situação para resolver num futuro próximo.
Lamenta também, que se tenha atingido proporções um pouco incontroláveis em relação à capacidade eleitoral dos alunos do 1º e 2º ciclo, pois todos eles têm esse direito, e é aquilo que todos nós desejamos.
Concluo assim o meu comunicado, solicitando a todos os ALUNOS DA UTAD que acredite nas causas de DEMOCRACIA, TRANSPARÊNCIA e LIBERDADE para a AAUTAD, fazendo-se e dizendo-se sempre com verdade.
 
 
Por: Gonçalo Marques
Presidente da Mesa da Assembleia da AAUTAD
 
Publicado por A Liquidificadora às 14:30
link do post | comentar | favorito
partilhar
Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008

UTAD LISTA A- Comunicado

 

A Lista A, em conjunto com uma serie de outros estudantes interessados irá proceder judicialmente no sentido de impugnar as eleições para Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (AAUTAD) para que estas sejam repetidas em cumprindo a lei e os estatutos.
A decisão de impedir a participação dos estudantes de Enfermagem da UTAD neste acto eleitoral é imoral e ilegal. Sendo estudantes da UTAD desde da sua integração na UTAD por Decreto-Lei 107/2004 de 21 de Junho de 2004, e pagando quotas de sócio à AAUTAD e propinas à UTAD desde então têm todo direito de poder votar e ser eleitos para cargos nas eleições para o órgãos gerentes da AAUTAD.
Os estatutos da AAUTAD obrigam a que “haja um Vice-Presidente por cada unidade orgânica da UTAD” e os estatutos da UTAD (já em vigor) consideram a Escola Superior de Enfermagem de Vila Real uma unidade orgânica da UTAD. Portanto, será fácil de concluir que é obrigatório um candidato a Vice-Presidente para Enfermagem nas listas candidatas à AAUTAD. A Lista A tem um candidato a este cargo, Domingos Araújo. A lista adversária não tinha, nem tem nenhum candidato a este cargo, sendo também por isso uma lista inválida.
A homologação dos novos estatutos da UTAD pelo Ministro da Ciência e do Ensino Superior no passado dia 14 de Novembro de 2008 e a publicação dos estatutos da UTAD no passado dia 09 de Dezembro de 2008 trouxeram esta injustiça à luz do dia e revoltaram profundamente os estudantes de Enfermagem da UTAD que se mobilizaram para protestar em relação a esta situação inaceitável. Os estudantes de Enfermagem concentrar-se-ão à porta da sede da AAUTAD, na Quinta de Prados, em Vila Real para exigir o seu direito a voto, no dia 15 de Dezembro de 2008, pelas 18h00.
A posição do Presidente da Mesa da Assembleia Geral, que já demonstrou publicamente o seu apoio à lista adversária, empresando o seu nome e foto para o material de propaganda da lista, é a de que os estudantes de Enfermagem não podem ser considerados “estudantes matriculados na UTAD.” Esta posição é defendida com base num parecer jurídico solicitado à Vice-Reitoria para as Actividades Académicas que defende que os estudantes de Enfermagem só seriam estudantes da UTAD depois da publicação dos estatutos da UTAD em Diário da República. Os estatutos da UTAD foram publicados no dia 09 de Dezembro de 2008. Portanto, mesmo que isto fosse verdade, deixou de ter validade a partir desta data.
 Contudo, o mais curioso e grave é que as decisões do Presidente da Mesa da Assembleia Geral que acumula o cargo de Presidente da Comissão Eleitoral, são baseados em dois pareceres jurídicos que não foram tornados públicos. Portanto, as decisões foram baseadas em documentos em que nem há certezas se realmente existem.
Outra ilegalidade cometida pela Comissão Eleitoral foi a de deliberar que os estudantes de Mestrado tinham capacidade eleitoral activa e passiva, ou seja, que podiam votar e ser eleitos para os órgãos sociais da AAUTAD. A decisão é ilegal. De acordo com os estatutos da AAUTAD podem votar os “estudantes da UTAD matriculados em cursos de formação inicial.” Considera-se a formação inicial os estudos necessários à obtenção do primeiro grau académico, ou seja as licenciaturas e os mestrados integrados. A frequência de mestrados que não sejam integrados, implicam à obtenção prévia dum grau e, por isso, não são formação inicial.
No dia 25 de Novembro de 2008 esta situação é de interpretação pacífica e consensual. A prova disso foi que a Mesa da Assembleia Geral, pôs à discussão uma proposta de um elemento da Direcção que ia no sentido da necessidade de incluir os estudantes de mestrado na AAUTAD. A justificação foi a de que, para além do facto de que era justo que eles pudessem votar e ser eleitos para a AAUTAD, era a de que o Instituto Português da Juventude ia deixar de financiar a AAUTAD pelos alunos que era exclusivamente de mestrado e que não alterar esta situação seria grave para a AAUTAD financeiramente.
A Assembleia Geral votou que se deveria fazer a revisão estatutária que permitia esta situação ate Dezembro de 2008 para resolver o problema do subsídio estatal antes de terminar o prazo de entrega da candidatura. Contudo, na evidência de uma lista concorrente, o mesmo Presidente da Mesa da Assembleia Geral, apoiante da lista adversária, já sustentava que os estudantes de mestrado já estavam integrados na AAUTAD, ao abrigo de legislação que não tinha absolutamente nada a ver com o assunto.
Inconformados com esta situação, resolvemos fazer um requerimento, através de abaixo-assinado, para uma Assembleia Geral Extraordinária que decidisse sobre o assunto. Obtiveram-se a subscrição de mais de uma centena de estudantes, e anexou-se uma proposta de revisão estatutária que resolveria a situação. O pedido foi recusado, quando não havia razões para isso. Não percebemos porque é que os dirigentes têm medo de deixar os estudantes decidirem os seus destinos.
Finalmente, não havendo mais nenhuma alternativa de salvar a legalidade do processo eleitoral, vimo-nos obrigados a apresentar um pedido de impugnação ao Presidente da Comissão Eleitoral e apoiante da lista adversária. Mais tarde soubemos que nesse dia a nossa lista foi excluída de concurso.
Desenvolvemos todos os esforços possíveis para que o processo eleitoral fosse repetido, e que a legalidade fosse reposta, mas deparamo-nos sempre com uma intransigência de quem parecia apenas aceitar que houvesse apenas uma lista a concurso. A derradeira tentativa foi uma reunião com o mandatário da lista adversária e a advogada da AAUTAD.
A lista A surge para que a legalidade seja reposta e a transparência do processo eleitoral de AAUTAD em geral seja uma realidade. Não esta ligada a nenhuma força partidária, nem tem nenhuma ligação de fidelidade com a Reitoria ou Vice-Reitorias. Somos apenas um grupo de estudantes que acredita e defende que devem ser os interesses dos estudantes os defendidos pela AAUTAD e para que isso seja possível as Leis da República e as normas da AAUTAD têm que ser cumpridas.
Entristece-nos que não se consiga chegar a uma solução interna para o problema, mas não nos faltará a coragem para levar a nossa causa avante. O único entrave que podemos ter que enfrentar é o facto de não ter os recursos de nenhuma instituição ou Partido Politico ao nosso dispor. Os recursos financeiros com que podemos contar, são os nossos pessoais e alguma ajuda que nos possa ser oferecida por alguém que acredite na nossa causa de democracia, transparência e liberdade para a AAUTAD.
Porque a AAUTAD não é de ninguém em particular, é de todos os estudantes da UTAD. 

Por: Lista A

Publicado por A Liquidificadora às 14:05
link do post | comentar | favorito
partilhar
Sábado, 13 de Dezembro de 2008

Livro- Vidas na Raia: prostituição feminina em regiões de fronteira

 

Uma obra que põe o dedo em algumas feridas
 
            Um grupo de investigadores de várias universidades portuguesas, coordenado por Manuela Ribeiro, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), acaba de publicar uma obra que promete grande reflexão na sociedade contemporânea. Chama-se “Vidas na Raia – prostituição feminina em regiões de fronteira” e tem a chancela das Edições Afrontamento.
            Os investigadores (Manuela Ribeiro, Manuel Carlos Silva, Johanna Schouten, Fernando Bessa Ribeiro e Octávio Sacramento), da UTAD, da Universidade da Beira Interior e da Universidade do Minho, debruçaram-se nos últimos anos sobre este fenómeno social através de um ousado e rigoroso trabalho de campo nas regiões de fronteira, procurando conhecê-lo e estudá-lo, quer nas casas de alterne, quer ao longo das estradas nas zonas fronteiriças do Norte de Portugal e Espanha.
            Como compreender e explicar o recorrente fenómeno histórico da prostituição? Quais as causas para a sua emergência nas sociedades modernas e em especial na região transfronteiriça entre o Norte de Portugal e Galiza-Castela-Leão (só na zona raiana transmontana foram detectados 39 estabelecimentos)? Como se organizam os promotores deste “negócio” nas zonas fronteiriças? Até que ponto é possível, desejável e exequível a abolição desta prática social? Estas são algumas das muitas questões para as quais o livro procurou respostas.
 
Por: gabinete de relações públicas da UTAD
Publicado por A Liquidificadora às 09:06
link do post | comentar | favorito
partilhar
Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

Pinto da Costa em Vila Real

O Presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa está de regresso á capital trasmontana para autografar, na próxima Segunda-feira, 15 de Dezembro, pelas 18h30 na delegação do FC Porto, o livro “portador de Alegrias” da autoria de Jorge Rodrigues.  

“Jorge Nuno Pinto da Costa - O Portador de Alegrias” aborda a personalidade do presidente do FC Porto sob a vertente artística, humanística e social.
O culto das artes, a admiração pelo bispo D. António Ferreira Gomes e pela obra "Portugal e o Futuro", de António Spínola, são algumas das revelações do livro, da autoria de Jorge Rodrigues e com ilustrações de Rui Guimarães.
Ao longo de mais de 160 páginas – enriquecidas com conversas com vultos notáveis da sociedade portuguesa –, o autor conduz o leitor pelas facetas menos conhecidas e expostas de Pinto da Costa e da família, mecenas das artes na cidade do Porto, à qual se deve, por exemplo, o Teatro São João.
O livro, de acordo com Jorge Rodrigues, "traça uma visão inédita sobre a vida e personalidade de Pinto da Costa", onde se abordam os gostos artísticos, a vertente humanística e as preocupações sociais.
Com o livro "Jorge Nuno Pinto da Costa - O Portador de Alegrias", prossegue a relação da editora "Ideias & Rumos" com o líder dos "dragões", depois da publicação da sua autobiografia, em 2004. “Largos Dias Têm 100 Anos” deu a conhecer, pelo punho do próprio Pinto da Costa, pormenores do seu percurso no dirigismo desportivo.
Já em Abril deste ano, numa publicação da editora "Esfera dos Livros", Pinto da Costa voltou a ser o tema de um livro de Felícia Cabrita e Ana Sofia Fonseca, sob o título "Luzes e Sombras de um Dragão".

 

Por: Bernardino Barros

Director de Comunicação

Publicado por A Liquidificadora às 13:53
link do post | comentar | favorito
partilhar

UTAD Voleibol AAUTAD morre na praia

Boa exibição não foi suficiente

A equipa de voleibol da Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro recebeu no passado domingo 7 de Dezembro o Clube Atlântico da Madalena (CAM) tendo perdido por 3-2 com os parciais de 19-25, 29-27, 28-30, 25-20 e 9-15.
O jogo adivinhava-se difícil para a formação transmontana pois o adversário ocupa a segunda posição da tabela classificativa e mantém sérias aspirações de conseguir a subida. No entanto aquilo que à partida seria um jogo desnivelado resultou num grande desafio de voleibol com a AAUTAD a discutir taco a taco a vitória com o CAM.
Apesar da dificuldade do jogo, o técnico da AAUTAD Nuno Fernandes aproveitou para fazer algumas experiências apresentando um seis base algo diferente do que é habitual. O CAM entrou bem no jogo com um serviço forte e agressivo causando bastantes dificuldades à equipa da casa que não conseguia fazer o side-out, o que se revelou fatal nesse set. No segundo parcial a equipa da casa cometeu poucos erros não forçados e apresentou uma forte consistência conseguindo alcançar a vitória nas vantagens. O terceiro set adivinhava-se animador para os adeptos da modalidade e não defraudou as expectativas com o CAM e a AAUTAD a proporcionarem um embate bastante equilibrado e com alguns pormenores interessantes de parte a parte. O quarto parcial foi o melhor período da formação transmontana que além de aproveitar os erros do adversário soube atacar com eficácia e defender com segurança. Com o jogo na “negra” o CAM fez valer o seu favoritismo inicial e face a algum desnorte dos vila-realenses carimbou a vitória final numa grande partida de voleibol.
Nuno Carvalho manifestava-se satisfeito apesar do resultado:
“Creio que fizemos a melhor exibição da época. Demonstrámos do que somos capazes e creio que se jogarmos assim nos próximos jogos conseguiremos subir na classificação e atingir um lugar mais de acordo com o nosso potencial ”
A AAUTAD voleibol encontra-se no 8º lugar da classificação geral a 5 pontos do líder Vólei Clube de Viana que segue invicto na prova. O próximo desafio realizar-se-á Sábado dia 13 de Novembro às 15:30 no pavilhão do Ginásio Clube de Stº Tirso opondo a AAUTAD ao GC Stº Tirso a contar para a oitava jornada do campeonato nacional da 2ª divisão.
 
Taça de Portugal: AAUTAD eliminada
A formação da AAUTAD não conseguiu surpreender a Académica de Espinho saindo derrotada por 3-0 (25-17, 25-17 e 25-15). Apesar da supremacia evidenciada pela formação da A1, os pupilos de Nuno Fernandes conseguiram ainda assim fazer um bom jogo e sair de cara erguida de um desafio com equipas muito desniveladas entre si. A equipa transmontana conseguiu equilibrar a partida em alguns momentos mas no final a maior experiência e qualidade técnica do oponente fizeram a diferença. A AAUTAD foi assim eliminada da edição deste ano da Taça de Portugal.
Jogo realizado às 16:00 horas do dia 8 de Dezembro na Nave dos Desportos da UTAD.

Posição
Equipas
Pontos
Jogos
Sets
Ganhos
Perdidos
Ganhos
Perdidos
VC Viana
14
7
0
21
4
CA Madalena
13
6
1
20
9
Famalicense AC
11
4
3
16
12
ACDR Carlos I
10
3
4
13
15
SO Marinhense
10
3
4
10
14
GC St Tirso
9
3
3
11
13
JD Fontaínhas
9
3
3
10
15
AA UTAD
9
2
5
15
18
Frei Gil VC
7
1
5
10
17
10º
GD Sesimbra
7
1
5
8
17

 
Por: Pedro Duro
Publicado por A Liquidificadora às 12:45
link do post | comentar | favorito
partilhar

Pesquisar neste blog

 

Tempo

Click for Vila Real, Portugal Forecast

Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Últimos comentários

wow this is great I received a IMVU credits code a...
F28FF7 http://www.MHyzKpN7h4ERauvS72jUbdI0HeKxuZom...
F28FF7 http://www.MHyzKpN7h4ERauvS72jUbdI0HeKxuZom...
F28FF7 http://www.MHyzKpN7h4ERauvS72jUbdI0HeKxuZom...
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...

excêntrico?

subscreva a newsletter do Vila Real on Line

introduza o seu email:

Posts mais comentados

Mais sobre mim

Posts recentes

Ténis Clube de Lamego Ope...

II Torneio Séniores Munic...

Docente da UTAD ganha pré...

OPEN XIX ANIVERSÁRIO Secç...

Aldeia vinhateira de Barc...

Arquivo

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

subscrever feeds

tags

2008

2008/09

2009

aaum

aautad

aautad-realfut

aautad/realfut

abambres

afvr

alijó

alijoense

alunos

aniversário

araucária

arzignano-grifo

belenenses

benfica

boavista

boticas

braga

campeões

campeonato

carolina

carolina_torres

casino

chaves

cnu

coimbra

congresso

copa_italia

desporto

douro

eleições

eliminatória

estudantes

fadu

famalicense

ferias desportivas

festa

filipe

filipe_pinto

fontaínhas

fotos

freixieiro

fundão

futebol

futsal

gafanha

gastronomia

hotel

ídolos

idolos

ídolos_2009

investigação

italia

liga italiana

liga universitária

liga universitaria

macedense

maia

maratona

mogadouro

montalegre

musica

nacional

nave

neve

nogueirense

olivais

open

play-out

porto

portugal

pre-epoca

premio

queima

regua

rio_ave

sassoeiros

segunda divisão

sesimbra

sporting

sporting de braga

taça

taça de portugal

teatro

tenis

ténis

tiago polido

tiago_polido

torneio

tribol

turismo

universidade_minho

utad

utad-realfut

vila-real

vila_real

volei

voleibol

todas as tags

Links